sexta-feira, 15 de julho de 2011

Alimentando Multidões "Marcos 6:34-38"


Não vou usar este texto para escrever sobre a teologia da prosperidade,que um dos preferidos dos pregadores que infelizmente abraçaram este tema e deixaram a mensagem da cruz fora de seus sermonarios.
Não vou falar também sobre numerologia e dizer que 5+2 é=7 numero da perfeição de Deus, por isso ele realizou o milagre, quer dizer se tivesse 2 pães e 3 peixes Jesus não realizaria o milagre?.A pontos importantes neste milagre, que muitos não observam e deixam de aplicar em suas vidas, vou citar alguns:
  1. Aprendemos o que não devemos ser egoístas e avarentos: Aquele jovem estava pronto na hora que o mestre precisou de alguém para realizar o milagre,não se escondeu, foi sensível,amoroso e obediente ao mestre;
  2. Ovelhas sem pastor: a primeira atitude de Jesus não foi realizar o milagre e sim ensinar muitas coisas (v.34),hoje a vendas de milagres,campanhas de milagres,votos por milagres e o povo continua mentindo,egoístas,rancorosos e sem amor.Devemos seguir o modelo de Jesus primeiro o ensino pois o maior milagre é a salvação;
  3. "Teve compaixão" v.34: Foi o que Jesus sentiu por aquela multidão que estava faminta não por pão terreno mas do pão do céu, pregadores aprendam com Jesus tenha compaixão da multidão faminta que vai aos cultos ouvir uma palavra de esperança, de salvação e você fala só de dinheiro,fazendas,carros,luxo,fama, será que é esta a mensagem que Jesus veio trazer a terra?
  4.  "abençoou e partiu e deu aos discípulos"(v.41): O fato de usar os discípulos é um sinal que o modelo deve ser seguido e não mudado como muitos já fizeram;
  5. "Dai-lhes vós de comer" (v.37): Foi a ordem de Jesus, ele não pediu ordenou aos seus discípulos, para que alimentasse a multidão, ele nos fornece os recursos necessários para trabalhar em sua seara,mas devemos ouvi-lo e obedece-lo.Temos peixe e  pão, vamos alimentar a multidão?
                                                                                                                     Pb. Adalberto 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário